Férias na Suíça (quase) sem dinheiro

By Ana • Família, Viagens • 21 Jul 2016

A 12 de Julho, o Duarte teve o seu artigo “FÉRIAS NA SUÍÇA (QUASE) SEM DINHEIRO” publicado no Jornal da Madeira

Aqui fica o texto, mas desta vez ilustrado com alguma fotos. E há uma versão em Inglês no blogue do Intervac, mais focada na troca de casa.

Schaffhausen

Sentimo-nos especiais, sortudos e espertos, quanto conseguimos algo extraordinário ou contra as probabilidades, como ganhar um Campeonato da Europa em futebol, ou, como foi o caso da minha família este ano, fazer 9 dias de férias na Suíça a uma fração do custo que elas normalmente custariam.
Se há coisa que rapidamente se aprende enquanto turista na Suíça é que tudo é caríssimo, e nem é um problema de câmbio, porque o Franco Suíço e o Euro estão quase equiparados. Os preços na Suíça são tão caros que, apesar dos elevados salários, muitos Suíços vão no fim-de-semana à Alemanha fazer compras, onde os preços são bem mais em conta. Quando a Alemanha fica em conta…
Umas férias destas só são possíveis para turistas (quase) sem dinheiro, com pesquisas na Internet, planeamento e alguns truques. São alguns desses truques que hoje partilho convosco, para que também se possam sentir especiais, sortudos e espertos nas vossas próximas férias.

bernina express

Os 5 grandes custos de umas férias são, sem ordenação: 1) Viagem até ao destino; 2) Transportes locais; 3) Alimentação; 4) Ingressos em atrações turísticas e espetáculos; e 5) Alojamento.

Viagem até ao destino
Para encontrar uma viagem económica até ao destino convém utilizar um dos sites que agregam as ofertas das diversas companhias aéreas, tais como o www.skyscanner.pt, ou outros que encontrará no Google pesquisando por “pesquisa viagens baratas”.
Ter flexibilidades nas datas, horas e aeroportos de chegada e partida ajuda no encontrar das soluções mais em conta. Os preços não são lógicos, nem proporcionais às distâncias. Dizem que é o mercado a funcionar… No caso da nossa viagem à Suíça, regressámos por Milão, o que reduziu a um quarto o preço desse troço da viagem para 4 pessoas.

Transportes locais
Os transportes locais são o fator que mais beneficia de bom planeamento. Cada destino tem as suas próprias regras e sistemas de preços. Existem sempre alternativas, mas com custos muito diferentes. Nem sempre é fácil perceber as melhores opções de transporte na primeira pesquisa. E depois existe a incerteza – nunca se sabe ao certo quanto tempo quereremos ficar em cada atração e perder o transporte pode ser um erro que sai muito caro. É necessário pesquisar antecipadamente e confirmar localmente nos gabinetes de turismo as melhores soluções.
No caso da Suíça o combustível é praticamente o mesmo preço que em Portugal. Temos combustíveis a preços suíços, pelos vistos… Já alugar carro na Suíça ou estaciona-lo em qualquer sítio tem preços assustadores. Recomendo o site www.rentalcars.com para encontrar as soluções mais em conta. Uma boa solução é alugar em países vizinhos e ativar o seguro para o país a visitar.

bernina express

Os comboios suíços são muito fiáveis, mas não são baratos. Em todo o tempo que lá andámos só vimos atrasos por duas vezes. Uma vez, um comboio estava atrasado 3 minutos, o que em Portugal nem seria considerado um atraso, e isso era anunciado nos painéis da estação. Noutra, ao aproximar-nos da Itália, em que por duas vezes tivemos de esperar em desvios da linha única, por comboios que vinham de Itália e estavam atrasados… Isso fez com que chegássemos ao destino, em Itália, com uns incríveis 7 minutos de atraso… Os comboios helvéticos têm hora de chegada e partida de cada estação e cumprem-no com a precisão que dá fama ao país.

comboio

Uma simples viagem nos comboios ou autocarros suíços pode custar 5 ou 6 vezes mais do que esperaríamos pagar para a mesma distância em Portugal. Mas qualidade, pontualidade, tranquilidade, silêncio e limpeza dos WCs são garantidos, mesmo em segunda classe. Alguns comboios até têm carruagens especiais para famílias, com um mini-parque de diversões no segundo piso… Uma diversão para a pequenada. É fácil ter saudades dos transportes suíços…

comboio

Algumas dicas: Bilhetes de ida e volta têm validade de 24 horas, ao contrário de bilhetes apenas de ida que só valem por 2 horas. Na Suiça, um bilhete de comboio inclui o transporte de autocarro dentro de uma determinada área, para o acesso capilar aos diversos locais de interesse. Felizmente, crianças com menos de 6 anos não pagam e para jovens entre os 6 e os 15 anos é possível comprar um passe anual (sim, anual!) por apenas 30€, desde que viajem acompanhados pelos pais. Já para adultos a solução não é fácil. Existe também um passe anual que custa 160€ e que reduz a metade o preço de todas as viagens que queiramos realizar. O problema é que para umas férias de 9 dias isso dificilmente compensa… Teríamos de realizar viagens num valor superior a 320€, por adulto…

bernina express

Alimentação
Na Suíça, um café numa esplanada tem um preço de luxo. Uma refeição perfeitamente normal num restaurante custa o que seria espectável no preço por pessoa de uma festa de casamento. No nosso caso, optámos por saudáveis refeições de saladas e sumos comprados no supermercado e comíamos num dos muitos parques, de preferência junto a parques infantis. Ainda assim isso custava o equivalente a uma refeição num restaurante mediano na nossa terra…

Ingressos em atrações turísticas e espetáculos
Cada família saberá quais os momentos imperdíveis que querem guardar das férias. Desta vez, museus e subidas de teleférico até às montanhas foram riscadas do cardápio por serem incomportáveis para o nosso parco orçamento. Mas garanto-vos que as paisagens são lindíssimas, mesmo vistas do vale.
O que não pudemos dispensar foi um passeio de barco no Reno, na fronteira entre a Suíça e a Alemanha, bem como as respetivas cascatas – as maiores da Europa no critério de caudal.

rhine falls

Também imperdível foi a viagem através dos Alpes de comboio até à Itália no Bernina Express de Chur a Tirano, património da humanidade, passando por pontes e túneis históricos e chegando a mais de 2000 metros de altitude bem junto a montanhas com 3000 e 4000 metros, com neve mesmo em Julho, com glaciares e belos lagos da água branca do glaciar. Truque: Comprando o bilhete a partir de Freiburg, na Alemanha, mesmo que só entremos a meio da viagem, na Suíça, fica mais barato do que comprando como se a viagem começasse na Suíça… 29€ em vez dos cerca de 85€ por pessoa… Maior distância, mas menor custo, pelo mesmo trajeto. É o mercado a funcionar, dizem…

wp_005870

E a festa na cidade de Zurique, que só acontece de 3 em 3 anos, e onde tudo acontece ao mesmo tempo e em toda a cidade – feira popular, bares e restaurantes com música de todos os tipos, festival aéreo, espetáculos de circo de rua, desporto, mergulhos, etc. Optamos por um calmo e gratuito passeio num barco movido a energia solar no “mar de Zurique”, também uma das atrações da festa.

wp_005669

Alojamento
Nenhum dos truques anteriores me deixa tão satisfeito como o do alojamento. Nos 9 dias na Suíça passámos 8 dias numa troca de casa para férias, através do clube www.intervac-homeexchange.com e um só dia numa unidade hoteleira, na cidade de Chur, a caminho do passeio nos Alpes.
Os 8 dias passados numa casa fantástica em Winterthur, com 4 pisos, jardim, baloiço, brinquedos para as miúdas e tudo o que uma família precisa de uma casa para umas férias fantásticas, custaram apenas 70€, que é o custo anual para ser membro deste clube. Isto obviamente, proporcionando à família com quem trocamos boas condições de acolhimento na nossa casa na Madeira.

troca de casa suiça

troca de casa suiça

A única noite passada na unidade hoteleira em Chur custou 157€. Mas isto é na Suíça e este preço só dá direito a um quarto com beliches rascas para 4, num 3.º andar sem elevador, sem casa de banho no quarto, com um aviso no WC dizendo “duche avariado – use o do 2.º andar”, com cada toalha a custar 5€ extra, com mesas-de-cabeceira que eram idênticas às caixas de madeira usadas para fruta e sem qualquer outra comodidade no quarto para além de luz e internet (imprescindível!). Viemos a constatar que estávamos localizados na zona dos bares de alterne da cidade de Chur, o que se calhar justifica o terem-nos pedido para retirarmos a roupa da cama antes de sair, e a colocarmos no monte que se encontrada no meio da passagem de acesso aos quartos… onde, aparentemente, roupa de cama é colocada a qualquer hora do dia…

chur

chur

Ainda assim, passámos um serão espetacular em Chur, visitando a cidade mais antiga da Suíça, no sopé dos Alpes, vendo Portugal ser apurado para a Final do Europeu e vendo a imensa comunidade emigrante Portuguesa a comemorar a vitória na rua como se estivéssemos em Portugal. Lindo!

Boas Férias!

wp_005908

wp_005935

wp_005926

wp_005925

wp_005921

wp_005913

wp_005905

wp_005886

wp_005883

wp_005867

bernina express

wp_005853

wp_005841

wp_005781

wp_005771

wp_005697

wp_005671

wp_005642

wp_005640

wp_005594

wp_005589

wp_005586

wp_005584

wp_005580

wp_005578

wp_005566

wp_005550

Tags: , , , , , ,

Comments are closed.